Diário da Pandemia – 490º dia de confinamento:

Julho 21, 2021

O frio continua “dando o ar de sua graça”, mas com intensidade moderada – pelo menos no dia de hoje. Ainda sob os “efeitos” do atestado médico, acordei relativamente tarde, pouco aproveitando da manhã. No período vespertino, porém, coloquei a “mão à massa”, ajustando notas de alunos – quando isso vai acabar, mesmo? Daqui a pouco, mais precisamente às 21h30, o Fla entra em campo pela Libertadores, em partida difícil contra o DYJ. Vamos rumo à vitória!

Como contei em um Diário passado, no fim de semana, assisti a alguns bons filmes pela TV. A partir de um deles (“Druk”), surgiu, então, a ideia para o tema de hoje: “beba com moderação”.

Primeiro, falemos do filme. “Druk – mais uma rodada”, comédia dramática dinamarquesa que venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2021, apresenta um grupo de professores que, para animar um deles em crise, resolve testar uma teoria muito ousada: a de que serão mais felizes e bem-sucedidos caso convivam diariamente com certas doses de álcool no sangue.

O problema que o filme aponta não está no simples ato de consumir bebidas alcoólicas em si, mas no de beber sem moderação. Afinal, em determinado momento, os professores (antes de entrarem em sala de aula) alcoolizam-se muito, perdendo, com isso, o controle de seus atos.

É interessante como o ator principal transforma radicalmente sua personalidade conforme bebe: de muito introvertido a muito divertido, o que passa a angariar a simpatia dos seus alunos e, mesmo provisoriamente, salva seu casamento à beira da falência. Alguma similaridade com o real?

Bom, como meu objetivo não é apenas tratar do filme, observo que vale a pena sempre cuidar dos limites em tudo – principalmente, no consumo de álcool. Como bem sabem vocês, gosto lá da cerveja, do vinho e até da cachaça, mas sempre com moderação. E os porres “homéricos” da juventude? Esses já ficaram no passado...

Então, junto ao beber com moderação, sugiro que assistam ao bom “Druk”. O filme, enfim, traz boas reflexões sobre limites e até que ponto estamos dispostos a colocar uma carreira profissional em risco.

Por falar em bebida alcoólica: estão servidos?

Boa noite!

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar