banner topo 3dw

Diário da Pandemia – 1.553º e 1.554º dias:

Junho 19, 2024

Dois dias bem diferentes marcaram meus dois períodos de trabalho (lecionando para o glorioso Estado de Santa Catarina): ontem, bastante chuva; hoje, um pouco de Sol. A terça também foi dia de visitar a Lavanderia Universo (nossa importante parceira do site) e comer uma torrada com coca-cola (há tempos não fazia isso). Já na quarta, assisti a um bom futebol. Como sempre, amanhã (quinta-feira para todos), terei mais movimentações!

Olha só! Quase mil textos já publicados do Diário da Pandemia e ainda não havia tratado deste importante tema! Então, hoje, ele não nos “escapa”! Sim, precisamos falar sobre o “lixo”!

Antes, porém, vamos defini-lo. Conforme o dicionário, lixo é “1. qualquer material sem valor ou utilidade, ou detrito oriundo de trabalhos domésticos, industriais etc. que se joga fora. 2. tudo o que se retira de um lugar para deixá-lo limpo”.

Sempre fui muito preocupado com o lixo. Tanto que, com frequência, faço uma leve limpeza no gramado daqui do edifício, recolhendo papéis ou outros pequenos lixos espalhados pelo chão. Além disso, “monitoro” as lixeiras (orgânica e reciclável), para ver se o pessoal separou certo cada tipo de lixo.

Na verdade, o lixo precisa ser uma preocupação universal. Afinal de contas, ele provoca muitos danos ao meio ambiente, quando não separado adequadamente. Além disso, há pessoas que não executam a destinação correta do material reciclável.

Tento, aos poucos, conscientizar minha filha Marina sobre os cuidados, tanto com a produção quanto com a correta destinação do lixo. Ela, que pertence ao futuro, deverá preocupar-se para que nosso planeta ainda sobreviva.

Xanxerê é uma cidade que cuida do lixo. Vejo pouco dele espalhado a esmo, o que revela uma atitude consciente da população. Aqui no edifício, inclusive, há recolhimento do orgânico todos os dias, com exceção do domingo.

Enfim, caros amigos, vamos procurar produzir menos lixo. E, quando fazê-lo, sempre realizar a devida separação. Recordo que todo reciclável gera renda para algumas famílias – inclusive é a principal fonte financeira de muitas.

Boa noite!

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

logo

Textos para diversão e reflexão! Blog em que você vai acompanhar a minha rotina desde o início da quarentena da pandemia do Coronavírus (Covid 19).

Nossos contatos:

Xanxerê (SC)
suporte@diariodapandemia.com.br

(49) 9 9941-7007

Visitantes:

202722
HojeHoje208
OntemOntem230
SemanaSemana674
MêsMês6065
TodasTodas202722